segunda-feira, 5 de junho de 2017

Razões para se amar o Pico!

Razões para se amar o Pico!


Fonte: Página oficial do autor | Fotografia: Pedro Silva
Catorze mil pessoas sempre o souberam, duzentas e trinta e duas mil nunca pensarem ser possível e quase dez milhões nem sonhavam um dia ouvir falar. Mas hoje a realidade é outra, a realidade que se vive nesta terra é tão forte que já ninguém a consegue refutar.

Porquê?
Porque são 42 km de comprimento por 20 km de largura que abarcam milhares de tesouros naturais, arquitetónicos e paisagísticos indiscutivelmente únicos. Porque são 447 km2 de pura magia geológica que até “fizeram com que as pedras sorrissem”.

Fonte: Rádio Pico | Fotografia: David Sousa

Porque aqui, tem-se a vista mais alta de Portugal, e porque esta é «a mais extraordinária ilha dos Açores, duma beleza que só a ele lhe pertence, duma cor admirável e com um estranho poder de atração. É mais do que uma ilha - é uma estátua erguida até ao céu e amolgada pelo fogo - é outro Adamastor como o do cabo das Tormentas» (BRANDÃO, Raul. As ilhas desconhecidas.)

Fonte: Página Oficial do Facebook do autor | Fotografia: Nuno Gonçalves

Porque é terra de trabalho árduo e de sacrifício de Homens que fizeram com que da Lava saísse vinho, vinho que hoje ombreia com os melhores vinhos mundiais, vinhos com excelentes classificações e com uma história que ficou desde 2004 perpetuada como património da Unesco.
Porque é terra com três concelhos. Terra sem cidades mas com três vilas que se sagraram nas capitais do Turismo Rural, do Vinho e da Cultura Baleeira.
Porque é terra de sucessos, de cultura e de artes. E só estranharia se não fosse, pois falamos de uma terra que foi “esculpida” e “montada” em toda a sua volta pelas mãos calejadas daqueles que dela durante anos sobreviveram. Artistas desconhecidos que sem o saber e dada a necessidade, deixaram as suas obras na história do mundo.

Fotografia: António Sá

Porque é terra de “Casa Portuguesa com certeza”, com pão e vinho sobre a mesa e sempre com lugar para mais um.

Porque é terra de caçadores e de presas gigantes que viraram cúmplices. Porque é terra onde Baleeiros e Baleias após décadas de verdadeiras odisseias aprenderam a viver em total harmonia.
Porque esta é a terra onde quem chega apaixona-se, é terra que vicia e que nos prende ou não fosse esta a terra que "ganhou o coração dos turistas".
Porque esta é a terra dos botes, das filarmónicas e do Espirito Santo. Dos mistérios de lava, das grutas e da montanha. Das baleias, dos Baleeiros e dos tormentos. Da Chamarrita, da viola da terra e do verdelho.
Fotografia: Joana Maciel


Porque esta é uma terra com alma e vida própria, uma terra com paixão e clamor, uma terra inigualável. Porque esta é uma terra que “apesar de tudo” se ergue dos escombros e põe os olhos no futuro, que abraça desafios e que é um caso único de sucesso.

E porquê?

Simplesmente porque Isto é o Pico, e não se fala mais nisso!   

2 comentários: