sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Atlânticoline começa o ano de 2018 com greve de 14 dias!


A Atlânticoline fez saber através de um comunicado publicado na sua página oficial de facebook, a existência de uma greve que decorrerá das 00h00m do dia 04 de Janeiro até às 24h00m do dia 18 de Janeiro, num total de 14 dias.

A greve foi agendada pelo SIMAMEVIP - Sindicato dos Trabalhadores da Marinha Mercante, Agência de Viagens, Transitórios e Pescas, ficando asseguradas apenas os serviços mínimos diários, nomeadamente, a primeira e última viagem da Linha Azul (Horta-Madalena e Madalena-Horta) e uma única viagem da Linha Verde que decorrerá da parte da manhã (Horta-Madalena-Velas-Madalena-Horta).


Inicia-se assim o ano de 2018 com uma greve de 14 dias que coloca em causa vários trabalhadores que trabalham por turnos e que viam nas viagens intermédias a hipótese de regressar a casa, sem que fosse apresentada um fundamento para a realização da greve, ou mesmo que existisse alguma referencia à greve no site da SIMAMEVIP no momento da publicação desta noticia. 

Para ver o comunicado na íntegra clique na palavra greve abaixo.

GREVE

O direito à greve, consagrado na Constituição da República Portuguesa (art. 57.º), é um direito de todos os trabalhadores, independentemente da natureza do vínculo laboral que detenham, do setor de atividade a que pertençam e do facto de serem ou não sindicalizados.

Existem serviços, como o dos transportes, que são obrigados a garantir os serviços mínimos que são aqueles que, durante a greve, devem ser assegurados para garantir o funcionamento dos órgãos ou serviços que se destinem à satisfação de necessidades sociais impreteríveis (artigo 355º do Regime de Contrato de Trabalho em Funções Públicas (RCTFP), anexo à Lei n.º 59/2008, de 11 de setembro).



Sem comentários:

Enviar um comentário