quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Lajes do Pico um concelho atrasado? Menos, muito menos!







No passado sábado, tive o prazer de ver várias crianças a desfilar num fabuloso evento promovido pela Boutique Carla. Era um momento em família, era um momento de amigos em que pais, avós e tios viam sorridentemente os seus filhos e os amigos dos seus filhos orgulhosamente desfilar. Foi um desfile que até podia ser uma festa, e até pode mesmo ter sido uma festa, o que não era de certeza absoluta era um “comício”. Mas no meio de louvores e elogios às crianças e aos jovens deste concelho, as verdadeiras estrelas do dia, foram sendo lançadas pequenas farpas e pequenas mensagens subliminares à realidade deste concelho. Mas chamarem ao concelho das Lajes do Pico um concelho “atrasado” é uma coisa que não consigo de todo aceitar. Não sei qual o concelho que usam como modelo de comparações, mas vou ficando cansado é que sejam os próprios lajenses a quererem “Madalenizar” as Lajes!
O Concelho das Lajes do Pico tem defeitos, tem sérios problemas que têm de ser resolvidos, tem várias situações que devem de ser corrigidas e várias situações que devem ser urgentemente repensadas, mas daí, a ser considerado um Concelho Atrasado vai um grande passo!

Eu sou um verdadeiro apaixonado e crítico deste concelho, sei criticar quando algo não está bem, sei dar os parabéns ao que de bom aqui se faz, e acima de tudo, sei insurgir-me em defesa deste concelho que escolhi para viver, principalmente, quando oiço chamarem-no de “atrasado”.

Somos um concelho atrasado? Menos, muito menos!

Temos na EB das Lajes do Pico certamente a melhor escola em termos de infraestruturas dos Açores e, salvo erro, do país! Mais, temos também a escola da Piedade (que vai até ao 6º ano) que permite que as crianças não sejam expostas a “penosas” viagens diárias que comprometem a sua capacidade de ensino. Todas as freguesias das Lajes do Pico têm água, saneamento e eletricidade, e vejam bem, que isto não é de agora!

Mas continuam a afirmar que somos um Concelho “atrasado”!

Como não podíamos ser? Temos que ser atrasados, aliás, qualquer concelho que se prese não tem infraestruturas próprias, e no Concelho das Lajes, o Auditório Municipal e a Biblioteca são dos munícipes, os edifícios culturais são dos munícipes, os campos de futebol são dos munícipes, entre tantos outros edifícios que são também eles de todos nós. Os Munícipes das Lajes do Pico não estão dependentes de rendas milionárias para uso das infraestruturas que foram pagas com “orçamento público” nem tão pouco, de “acordos de boa-fé” para que no final do prazo do arrendamento os possam continuar a usar! Mas se o tivéssemos já seriamos certamente evoluídos e todos estaríamos muito mais felizes!

Temos um PDM defeituoso e certamente não compatível com a realidade deste concelho, um PDM que tanta dor de cabeça tem dado aos seus munícipes (e eu que o diga)! Um PDM desajustado e com muitas falhas para a sua aplicabilidade mas que pode ser corrigido para servir melhor o concelho. Mas no fim de contas temos um PDM atualizado e que com as devidas correções pode ser um verdadeiro instrumento de trabalho, coisa que os outros concelhos não têm, e por isso somos também um concelho atrasado!

Temos um concelho com defeitos? Claro que temos! Mas também temos um concelho (até agora) que promove “eventos” culturais para todos e para que todos, independentemente da sua capacidade financeira, possam, sem exceção, usufruir deles. Claro que as Lajes do Pico é um concelho “atrasado”, qualquer concelho que se considere “evoluído” cobra para que crianças usufruam de espaços e divertimentos. Pagar «o ar que se respira» é coisa de gente evoluída!

Somos um concelho que tem tantas filarmónicas quanto o seu número de freguesias, é neste concelho que estão quase metade do total das filarmónicas existentes na Ilha do Pico. Somos um concelho que tem um Grupo Coral, que tem uma Orquestra Infantil e que tem uma Escola de Música “aberta” a todos o que nela queiram ingressar.

Mas claro, isto tudo é coisa de um Concelho “atrasado”!

Já o disse, e repito-o novamente, que o Concelho das Lajes do Pico tem muita coisa que deve ser revista, muita coisa que deve ser corrigida ou melhorada, muita coisa que merece a devida análise para que se possa evoluir cada vez mais. O Concelho das Lajes do Pico não é perfeito, aliás, se existir algum que o seja que mo digam. Mas nenhum concelho é melhor do que o outro, existem, isso sim, diferentes concelhos, diferentes pessoas e diferentes “objetivos” de vida, mas daí, a sermos um concelho atrasado vai um grande passo!

É que se para uns, viver nas Lajes do Pico é significado de se viver num concelho atrasado, então, digo-vos que para mim, ter tido a possibilidade de viver neste “vosso” atraso é motivo de grande felicidade e satisfação!


2 comentários:

  1. Álvaro,
    Apreciei imenso este teu artigo! Parabéns!
    Haja saúde!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ivo,
      É sempre um prazer enorme receber os teus elogios!
      Um abraço amigo!

      Eliminar