quinta-feira, 8 de março de 2018

Dia internacional da Mulher!



Em dia Internacional da Mulher, nada melhor que “relembrar” a lenda de Briana Pereira, a mulher que deixou o seu nome gravado na história dos Açores pelo seu heroísmo nacionalista contra as tropas de Filipe II de Espanha.


Brianda Pereira


Natural da Ilha Terceira, nasceu em 1550 em lugar incerto (existindo duas hipóteses históricas, Cidade de Angra e Porto Judeu, do extinto Concelho da Vila de São Sebastião), foi mitificada como heroína pela sua luta contra Filipe II de Espanha quando as suas tropas tentaram ocupar a Ilha Terceira.

A si, foram atribuídos vários feitos desde a participação no combate até à autoria das estratégias do envio de vacas em desordem sobre os espanhóis, mais precisamente na Batalha da Salga a 25 de Julho de 1581, em São Sebastião.

Os seus feitos, mesmo que sem sustentação histórica, ficaram registados na história açoriana através dos romances de vários autores, tais como, Francisco Ferreira Drumond, José Joaquim Pinheiro ou até Gervásio Lima, e foram alvo de edição em Selo.


Brianda Pereira foi considerada mesmo o paradigma de heroína da Portugalidade, tornando-se numa figura popular pela promoção do heroísmo dos habitantes da ilha Terceira alimentando o sentimento bairrista que ali se viveu.

Sem comentários:

Enviar um comentário