sexta-feira, 11 de maio de 2018

Centro de Saúde das Lajes do Pico, 18 meses depois...




Foi a 03 de Agosto de 2016 que a SAUDAÇOR (Sociedade de Recursos e Equipamentos da Saúde Açores S.A.) publicava no seu site a Apresentação doProjeto das Obras de Beneficiação do Centro de Saúde das Lajes do Pico. Um projeto orçamentado para 750.000,00€ (setecentos e cinquenta mil euros) e que teria a duração estimada de realização de um ano.


De acordo com a publicação à data, a intervenção teria como objetivo geral a melhoria significativa das condições, tanto ao nível assistencial e do circuito do utente, como em termos de condições de resposta adequada às necessidades de cuidados continuados, para além do evidente cumprimento com legislação regulamentar de utilização de edifícios públicos por pessoas com mobilidade condicionada e de legislação de segurança.

O projeto de reabilitação do Centro de Saúde das Lajes do Pico, iria permitir melhorar as condições de funcionalidade através da reformulação dos seguintes compartimentos:

1.  Reabilitação geral do internamento, com adaptação às necessidades atuais;

2.  Criação do Centro de Fisioterapia, com ginásio, boxes individuais, assistido com vestiários e sanitários com duche;

3.  Melhoria das condições de ambulatório em geral, onde se inclui o gabinete destinado à medicina dentária;

4.  Criação de novas zonas para o Gabinete de Serviço Social, a Deslocação de utentes e reembolsos, ambos servidos por uma sala de espera;

5. Adaptação das instalações sanitárias a pessoas com mobilidade condicionada e reformulação das instalações sanitárias das enfermarias para inclusão de duches, sendo estas assistidas por uma nova bomba de calor;

6.   Melhoria geral do edifício, através da substituição do telhado, substituição de elementos danificados, substituição de rede elétrica e de telecomunicações e pintura geral do edifício;




Contudo, ano e meio depois,  mais precisamente em Dezembro de 2017, voltou-se a afirmar da necessidade da obra de reabilitação do Centro de Saúde das Lajes do Pico, e que deveria acontecer em Janeiro de 2018 (o mais tardar).

Hoje, em Maio de 2018, o Centro de Saúde das Lajes do Pico mantém-se sem qualquer alteração, o que significa que, com mais ou menos atrasos, já se passaram quase dois anos desde que “foram identificados” os problemas estruturais num edifício com problemas que não eram, nem são, compatíveis com as boas práticas dos cuidados de saúde.

Infelizmente, os habitantes do Concelho das Lajes do Pico continuam a “aguardar pacientemente” por condições no mínimo satisfatórias saúde, algo, que lhes é devido e que está consagrado na Lei Portuguesa.  

Sem comentários:

Enviar um comentário